Jesus – A luz do mundo

Este exame da Palavra de Deus procura levar o cristão o mais próximo possível da verdade, sem a pretensão de querer ser a única a promover tal contato com Deus.

Gênesis 1: 3 a 5:

Disse Deus: Haja luz. E houve luz. Viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas. E Deus chamou à luz dia, e às trevas noite. E foi a tarde e a manhã, o primeiro dia.

Gênesis 1: 16 a 19:

(16) Fez Deus os dois grandes luzeiros: o maior para governar o dia, e o menor para governar a noite; e fez também as estrelas.
(17) E os colocou no firmamento dos céus para alumiarem a terra,
(18) para governar o dia e a noite, e para fazer separação entre a luz e as trevas. E viu Deus que isto era bom.
(19) E foi a tarde e a manhã, o quarto dia.

Por estes versículos podemos entender que o sol, a lua e as estrelas foram criados no quarto dia, por isso perguntamos: o que foi que Deus criou no primeiro dia e chamou LUZ, e fez divisão com o que chamou TREVAS? Sabendo que o sol, a lua e as estrelas foram criados no quarto dia, aquela luz criada no primeiro dia não era o sol, a lua e ou as estrelas, e estes apenas governam e iluminam o dia e a noite.

A primeira criação de Deus – A LUZ – foi a daquele que seria chamado Seu Filho – CRISTO – como vemos em várias partes da Bíblia.

Colossenses 1: 12 a 19:

(12) dando graças ao Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz,
(13) e que nos tirou do poder das trevas e nos transportou para o reino do seu Filho amado,
(14) em quem temos a redenção, a saber, a remissão dos pecados;
(15) o qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação,
(16) porque nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele.
(17) Ele é antes de todas as coisas, e nele subsistem todas as coisas;
(18) também ele é a cabeça do corpo da igreja; é o princípio, o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência,
(19) porque aprouve a Deus que nele habitasse toda a plenitude.

Que grande, maravilhosa e espetacular revelação de Deus para nós!

Na carta aos Hebreus também está revelado que Jesus, chamado Cristo, foi a primeira criação de Deus:

Hebreus 1: 2:

“nestes últimos dias a nós nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, e por quem fez também o mundo”.

Quando entendemos que a primeira criação de Deus foi a LUZ, vemos perfeitamente que esta Luz é JESUS.

Mateus 4: 14 a 17:

(14) Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaias: (15) A terra de Zabulom e a terra de Naftali, o caminho do mar, além do Jordão, a Galiléia dos gentios, (16) o povo que estava sentado em trevas viu uma grande luz; sim, aos que estavam sentados na região da sombra da morte, a estes a luz raiou. (17) Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.

E ainda:

JOÃO 1: 4:

Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens.

JOÃO 1: 5:

a luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela.

JOÃO 1: 9:

POIS A VERDADEIRA LUZ, QUE ALUMIA A TODO HOMEM ESTAVA CHEGANDO AO MUNDO.

JOÃO 1: 10:

Estava ele no mundo,E O MUNDO FOI FEITO POR INTERMÉDIO DELE, e o mundo não o conheceu.

JOÃO 1: 12:

Mas, a todos quanto o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus.

JOÃO 1: 15:

…Este é aquele que eu disse: O que vem depois de mim, passou adiante de mim, PORQUE ANTES DE MIM ELE JÁ EXISTIA.

Veja ainda outros versículos que também nos ensinam a salvação em Cristo Jesus, a luz que ilumina todos os homens.

João 3: 16 a 21:

16 – Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
17 – Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
18 – Quem crê nele não é julgado; mas quem não crê, já está julgado; porquanto não crê no nome do unigênito filho de Deus.
19 – E o julgamento é este: A luz veio ao mundo, e os homens amaram antes as trevas que a luz, porque as suas obras eram más.
20 – Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.
21 – Mas quem pratica a verdade vem para a luz, a fim de que seja manifesto que as suas obras são feitas em Deus.

Com esta maravilhosa revelação de Deus podemos entender que a primeira criação de DEUS foi a LUZ, e que esta LUZ veio ao mundo por uma mulher e tornou-se o UNIGÊNITO DE DEUS, tendo recebido o mais importante e poderoso nome sobre a terra e o céu, para que ao nome de JESUS se dobre todo o joelho no céu, na terra e debaixo da terra (Filipenses 2: 10).

Entendemos agora o significado da Palavra em Gênesis 1: 26, onde está escrito: “Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; …” e também aquela em Gênesis 3: 22, onde se lê: “Então disse o Senhor Deus: Eis que o homem se tornou como um de nós, conhecedor do bem e do mal, …”, ou ainda quando da confusão das línguas em Babel (Gênesis 11: 7).

Eis aí a grande revelação. Quando Deus fez o mundo não estava sozinho, mas fez tudo pela LUZ que criara, e esta LUZ também estava presente quando da decisão de expulsar o homem do paraíso devido ao pecado da desobediência.

A vinda da LUZ ao mundo já havia sido profetizada, esperada e finalmente aconteceu com o nascimento de Cristo Jesus. Veja:

Gênesis 3: 15:

E porei inimizade entre ti (a serpente) e a mulher (igreja), e entre a tua semente (espíritos malignos) e a sua semente (Cristo); esta (a mulher/igreja como noiva de Cristo) te ferirá a cabeça, e tu (a serpente) lhe ferirás o calcanhar (Cristo foi ferido, e o inimigo não terá vitória sobre a igreja porque Cristo venceu Satanás).

Êxodo 23: 20 e 21:

(20)Eis que eu envio um anjo diante de ti, para que te guarde neste caminho, e te leve ao lugar que te tenho aparelhado.
(21) Guarda-te diante dele, e ouve a sua voz, e não o provoques à ira, porque não perdoará a vossa rebelião; porque o meu nome está nele.

Deuteronômio 18: 15:

O Senhor teu Deus te despertará um profeta do meio de ti, de teus irmãos, como eu; a ele ouvireis;

Isaias 9: 2:

O povo que andava em trevas viu uma grande Luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a Luz.

Isaias 9: 6:

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, Pai da eternidade, Príncipe da Paz.

Hebreus 10: 5:

Por isso, ao entrar no mundo, diz: Sacrifício e oferta não quiseste, antes corpo me preparaste.

Veja que a LUZ, primeira criação de Deus, é espiritual e não material, pois a luz material veio no quarto dia da criação e foi o sol, a lua e as estrelas.

Aquela LUZ espiritual foi separada das trevas espirituais, sendo então entendido que a LUZ é a salvação dos homens e as trevas a perdição, o maligno. Mas a LUZ venceu as trevas. Portanto, o diabo, nosso adversário, foi criado também no início e assim mesmo como ele é – trevas (veja também estudo específico sobre este tema, intitulado “O diabo”).

O próprio Senhor Jesus Cristo nos diz e revela que Ele é que é a LUZ, e quem andar nele jamais ficará em trevas, ou seja, nas mãos do maligno. Confira.

João 8: 12:

Então Jesus tornou a falar-lhes, dizendo: EU SOU A LUZ DO MUNDO; quem me segue, de modo algum andará em trevas, mas terá a LUZ DA VIDA.

João 9: 5:

Enquanto estou no mundo, SOU A LUZ DO MUNDO.

Em muitas outras passagens das Sagradas Escrituras vemos a gloriosa revelação de que JESUS CRISTO É A LUZ DO MUNDO, e foi a primeira criação de DEUS. Tudo subsiste por Ele e para Ele, e em tudo Ele tem a preeminência, de modo que é o primeiro a ressurgir dentre os mortos.

Abraão exultou por ver o DIA DE CRISTO, e quando o viu, se alegrou. Agora podemos entender esta palavra, pois Abraão viu a Cristo quando lhe apareceu em forma de sacerdote eterno, porque Ele já existia mesmo antes de Abraão: Antes de Abraão existir, EU SOU. Confira.

João 8: 56-57:

“Abraão, vosso pai, exultou por ver o meu dia; viu-o, e alegrou-se. Disseram-lhe, pois, os judeus: Ainda não tens cinqüenta anos, e viste Abraão? Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou”.

Enfim, temos a prova definitiva de que Cristo foi criado antes de todas as coisas, e que veio ao mundo para nos salvar tornando-se homem para isto, e depois voltou ao Pai. Vejamos:

(JOÃO 17: 5)

“AGORA, POIS, GLORIFICA-ME TU, Ó PAI, JUNTO DE TI MESMO, COM AQUELA GLÓRIA QUE EU TINHA CONTIGO ANTES QUE O MUNDO EXISTISSE”.

Com esta compreensão da santa e bendita palavra de Deus podemos ter acesso ao Pai, por Seu filho – JESUS CRISTO, o qual se entregou pelos nossos pecados e nos abriu caminho para a salvação, portanto, deixe a LUZ entrar na tua vida, e se torne uma parte do corpo de Cristo, que é a Igreja.

Que Deus vos abençoe agora e sempre, amém.

Pr. Eugenio Carpigiani Neto

Passe adiante esta mensagem.